quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Um amigo gigante

Meus amigos não tem defeitos. Tem características. Por ai dá pra entender a relação que tenho com eles. São parte importante da minha vida. Importante? Fundamental! A ausência deles, quando por muito tempo, causam certo estrago. Talvez por isso os dê tanto valor. E, justamente por isso, recebo de troco a mesma moeda. Nem mais nem menos. Tenho, realmente, amigos diferenciados.

Estava trabalhando quando Felippe me chamou no Messenger. De Londres, escreveu que estava breaco por conta de uma garrafa de vinho. Por conta disso, com muita saudade. Completou que volta em dezembro e preciso estar no aeroporto. Estarei... Lembro quando fez um churrasco de bota-fora. Viajaria junto com o KK, um irmão de fé, risos e todas as boas coisas da vida (sabíamos viver...). De presente, dei um livro: “Como conviver com um idiota”. Devem ter lido por algumas vezes. Moram juntos até hoje e não temos divórcio à vista.

Com o Felippe tenho grandes histórias. As pizzas do Aerobeer, as noites nas baladas fáceis (bota fáceis nisso), as reuniões do TCC que sempre começavam com picuinhas e terminavam com risadas, os pagodes, as viagens para os JUCAs e todas as confusões que nos metíamos por lá... Mas, de verdade? Nada marcou mais que a noite em que apresentamos nosso TCC. Com orgulho, afirmo que o palco da Gazeta ficou pequeno. Estávamos, verdadeiramente, gigantes.

Dividir o palco com o Felippe, mais que uma obrigação, foi mágico. Parecia ensaiado: as piadas, as risadas, o desfile e até a dançadinha. No palco, estávamos em casa. Não parecia um TCC, mas uma grande festa com direito a risos dos convidados. Acabamos a apresentação como deveríamos: chorando como gente grande. Chorando porque, com apenas vinte e poucos anos, já sabíamos que o bom da vida não é o destino, mas a estrada. E... Como a estrada foi boa...

2 comentários:

Felippe disse...

vc eh genial neh...
sabe que eu nao curto mto essa coisa de postar em blog ne...nao sei pq, mas nao curto...
mas esse....faço questão!!!!!
bjo no seu coração

.luanac disse...

Excelente. Eu, que vim de fora, e nunca antes falei com você. Eu que nunca antes ouvi histórias sobre você e as farras com seus amigos, fiquei eufórica só de imaginá-las, e você conseguiu fazer com que eu as imaginasse quase concretamente...
muito bom